sistema de recompensa

Marta Relvas

Os aspectos neurobiológicos do luto no cotidiano humano

O luto é uma emoção vivida e sentida pelo humano quando ele perde alguém por meio da morte ou perde algo significativo. Pode manisfestar-se por um profundo sentimento de tristeza ou compaixão, provocando um sentimento de carência, a qual se revela mínima ou de grande intensidade, de natureza positiva ou negativa.

Leia Mais »
Glaucia Viola

Pesquisa revela que a dopamina pode ser controlada deliberadamente

Os pesquisadores da Universidade da Califórnia descobriram que os impulsos espontâneos de dopamina, o mensageiro neurológico conhecido como a substância química que promove sensação de bem-estar, ocorrem deliberadamente no cérebro de camundongos. O estudo descobriu que os ratos podem manipular intencionalmente esses pulsos aleatórios de dopamina como recompensa.

Leia Mais »
Roberta de Medeiros

O cérebro apaixonado e o transtorno do amor patológico

A psicóloga Eglacy Cristina Sophia explica a natureza da paixão e suas reações químicas. Ela também aborda o quadro conhecido como amor patológico, que ainda está sob investigação e, portanto, ainda não é reconhecido como transtorno pelo DSM-5, publicado pela APA (American Psychiatric Association). Essa condição se assemelha ao vício por drogas ou jogos e é reconhecido pela ativação de regiões do cérebro ricas e dopamina, que promovem sensação de bem-estar e motivação.

Leia Mais »